Dr. Renato Sabbatini

Graduado em Ciências Biomédicas (1968) e doutorado em Fisiologia e Biofísica (1977) pela Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo (USP), com especialização em neurofisiologia do comportamento. Pós-doutorado em neurofisiologia do comportamento de primatas e informática em neurociências, pelo Instituto Max-Planck de Psiquiatria, Munique, Alemanha (1977-1979). Professor assistente doutor do Departamento de Fisiologia da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da USP (1972-1983), onde fundou e dirigiu o Laboratório de Neuroetologia, e o serviço de computação em fisiologia; e professor livre-docente e associado da Faculdade de Ciências Médicas da Universidade Estadual de Campinas (1983-2003), onde foi também docente e pesquisador associado do Instituto de Biologia (Departamento de Fisiologia) e da Faculdade de Engenharia Elétrica e da Computação (Departamento de Engenharia Biomédica). Fundador e diretor do Núcleo de Informática Biomédica da UNICAMP e coordenador da Área de Informática Médica e Bioestatística da FCM/UNICAMP (1983-2003). Fundador (1986) e ex-presidente da Sociedade Brasileira de Informática em Saúde (1988-1990) da qual foi também diretor de Educação e Capacitação Profissional.e atualmente é diretor do Programa de Orientação de Talentos Profissionais em Informática em Saúde. Ex-diretor de informática da Associação Médica Brasileira. Fundador e presidente do Instituto Edumed para Educação em Medicina e Saúde e Coordenador do Centro Internacional de Tecnologias de Informação e Comunicação em Saúde (2000-presente). Fundador (2009), Vice-presidente e Diretor de Educação e Capacitação Profissional do Instituto HL7 Brasil. Vice-presidente e membro fundador da Associação IHE Brasil - Integrating the Health Enterprise (2014-2018). Founding Fellow da International Academy of Health Sciences Informatics (2017-presente). Áreas de atuação em pesquisa, desenvolvimento e ensino: - Informática em saúde - Telemedicina - Educação a distância - Publicações eletrônicas - Neurocências - Métodos quantitativos em biologia e medicina. Campos eletromagnéticos de alta frequência, biologia e saúde.