Bem EstarPapo RápidoSaúde

Dicas para parar de fumar

O apoio das pessoas que convivem diariamente com você é fundamental para abandonar de vez o cigarro.

Loading Likes...

Uma das justificativas utilizadas muitas vezes pelos fumantes que resistem em deixar o hábito, é a preocupação em engordar. De fato, ocorre, mas a situação é uma condição temporária e ínfima. Em geral, por alterações metabólicas, pacientes que param de fumar engordam de 2 a 4 kg nos primeiros 6 meses sem o cigarro. Essa margem pode variar em pacientes com transtornos alimentares ou de ansiedade. No entanto, a condição tende a se normalizar depois desse primeiro semestre, quando o corpo estiver acostumado a ficar sem a nicotina.

Um dia de cada vez

Conviver com o tabagismo é uma luta diária, e abandonar o cigarro é mais difícil do que parece. A partir do momento em que você decide buscar ajuda, o caminho será longo e nada fácil. Por isso, é importante manter os amigos, familiares e pessoas que você ama por perto. Converse com eles sobre sua decisão de parar de fumar, e não hesite em solicitar apoio. Peça para que seus amigos e parentes evitem fumar perto de você, ou te oferecer cigarros. Crie uma rede de apoio que possa ser seu alicerce e te ajudar sempre que as coisas ficarem um pouquinho mais difíceis.

É importante contar com a ajuda de um psicólogo e fazer uma visita experimental a um grupo de apoio. Sendo fundamental ter espaços seguros em que você possa conversar sobre suas conquistas, anseios e dificuldades. É importante que você saiba que ter recaídas ou pensar em desistir é absolutamente normal. Alguns dias são mais difíceis que outros. Não tenha vergonha dos tropeços. Se cair hoje, respire fundo, mantenha seus objetivos em mente, tenha uma boa noite de sono e recomece amanhã. Lembrar dos motivos que te fizeram decidir parar de fumar é sempre uma boa tática para continuar seguindo em frente nessa empreitada.
Algumas medidas que você pode tomar para melhorar sua qualidade de vida enquanto briga contra o tabagismo são:

Pratique exercícios físicos
Exercícios na verdade é para a vida toda. Se exercitar regularmente aumenta sua qualidade de vida, sensação de bem-estar, e alivia os sintomas de abstinência do cigarro. Todos esses benefícios têm o potencial de diminuir consideravelmente à importância da nicotina na sua rotina e na sua vida.

Aprenda a administrar a abstinência
Lidar com os sintomas da necessidade de nicotina é uma das etapas mais difíceis do processo de parar de fumar. Aprender a contornar esses períodos em que a vontade de acender um cigarro se torna insuportável, é a saída para se manter firme em seu propósito.

Mantenha suas mãos ocupadas quando sentir vontade de fumar
Invista em brinquedos anti stress e mantenha-os à vista. Vale encher sua mesa do escritório ou suas estantes de casa com objetos como: spinners, bolinhas de borracha para apertar e os chamados fidget cubes – aqueles cubos de plástico em miniatura com vários botões e alavancas para serem pressionados. Ajuda a controlar a ansiedade e a sensação de desespero por fumar.

Mantenha sua cabeça ocupada
Quando a abstinência bater forte, identifique uma atividade que te distraia e exercite seu cérebro. Vale ler um livro, fazer palavras-cruzadas, trabalhos  manuais, tricô, jogar no celular, videogames, desenhar, pintar mandalas, ou mesmo descarregar seus sentimentos e ansiedades nas páginas de um caderninho como um diário. Tudo que possa afastar seus pensamentos do cigarro é uma boa ideia.

Mantenha sua boca ocupada
Deixe alguns lanchinhos saudáveis por perto, como cenouras ou maçãs, e tire um tempinho para mordisca-los sempre que estiver prestes a acender um cigarro. Só vá com calma para não descontar toda a ansiedade na comida e transformar a solução em compulsão, principalmente se tiver histórico de transtornos alimentares.

Evite gatilhos
Pelo menos nas primeiras semanas de tratamento, é muito importante evitar locais, situações e pessoas que despertem o seu desejo de fumar. Como um bar com um fumódromo bacana em que você e seus amigos sempre se reúnem, ou a festinha na casa do colega que não leva seu desejo de parar de fumar à sério e sempre te oferece um cigarro… Esqueça, pelo menos por algum tempo. Assim, você não se sente tentado e corre o risco de sofrer com recaídas.

Crie zonas seguras dentro de casa
Se você mora com outros fumantes, é muito importante ter uma conversa franca com eles sobre a criação de alguns espaços livres de nicotina dentro da casa de vocês. Peça para eles só fumarem no quintal ou não deixarem isqueiros, cinzeiros e outros objetos que possam também servir de gatilho à vista.

Lembre-se regularmente dos benefícios de parar de fumar
Continuar lembrando a si mesmo diariamente dos motivos que o fizeram tomar a decisão de abandonar o cigarro, é a melhor forma de retomar o ânimo todas as manhãs. Se preferir, vale colar post-its como lembretes pela casa ou fixá-los na geladeira, por exemplo. Mantenha-os em um lugar que você olhe todas as manhãs ou noites, antes de deitar. Tenha como lema: “Todo dia é um novo começo”…

Trabalhe com sistemas de recompensas
Essa é uma boa forma de se manter motivado e controlar impulsividades. Crie um calendário de recompensas e se presenteie sempre que vencer uma meta ou objetivo. Compre aquela revista ou livro que você queria muito quando completar duas semanas sem fumar. Saia para jantar em seu restaurante preferido quando completar dois meses. Essa tática pode ser ainda mais divertida e eficaz com a ajuda de um amigo, que te ajude à decidir e controlar as tais recompensas.

Substitua o cigarro por outros hábitos
Imagine que você fuma regularmente todos os dias depois do almoço, ou enquanto fala ao telefone. Pense em um cenário em que você nunca tomou seu cafezinho de fim de tarde sem a companhia de um cigarro. Nunca. Ter hábitos tão enraizados em sua rotina dificulta o término definitivo do seu relacionamento com o cigarro, já que seu cérebro está acostumado em associar essas etapas do dia com a absorção de nicotina. Por isso, uma boa maneira de  “enganar” sua cabeça é oferecer novas associações a ela.
Sugestões:
Depois do almoço, troque o cigarro por sua fruta favorita.
Enquanto fala ao telefone, beba aquele suco que você adora.
Tome seu café ouvindo a música que lhe encanta.
Essas pequenas mudanças no dia-a-dia não irão resolver totalmente seu problema, mas, aos poucos, irão ajudar a diminuir a importância do cigarro em sua vida.

Seja fiel ao tratamento
Não vai ser fácil, você constantemente vai pensar em desistir, ou mesmo chegar a conclusão de que já está curado e não precisa mais continuar se tratando. Leve o tratamento a sério até o final. A jornada de abandonar um vício nunca termina, mas sim, é um exercício diário. Seguir todas as recomendações médicas é uma ótima maneira de facilitar esse caminho. Não desista, por mais difícil que pareça!

Mudanças na qualidade de vida ao deixar de fumar:

Melhora na capacidade respiratória: Em um período que pode variar de 6 a 9 meses, de acordo com a idade e tempo que o ex-fumante passou em contato com a nicotina, a capacidade respiratória deve melhorar em torno de 10%. Essa mudança reduz os episódios de tosse e facilita tarefas antes muito mais difíceis, como praticar exercícios, andar rápido, correr ou subir escadas, por exemplo.

Melhora da disposição diária: Com o fortalecimento do sistema imunológico e a melhora da circulação sanguínea, o ex-fumante fica muito mais disposto às atividades diárias. Levantar da cama, trabalhar, estudar e manter a concentração, tudo fica muito mais fácil.

Melhora do olfato e paladar: O olfato começa a melhorar cerca de 48 horas depois do último cigarro, fazendo com que a pessoa consiga sentir melhor os cheiros. De brinde, o paladar também melhora, de forma que comer se torna muito mais prazeroso.

Aumento da fertilidade: Homens que abandonam o cigarro passam a gerar espermatozoides mais potentes, enquanto mulheres que param de fumar passam a produzir mais óvulos.

Melhora da performance sexual: A vida sexual melhora consideravelmente após a última tragada, tanto para homens quanto para mulheres. Eles passam a ter ereções melhores e mais duradouras, enquanto elas passam a experimentar orgasmos mais potentes.

Pele mais saudável: A pele de pessoas que não fumam recebe mais oxigênio e absorve melhor os nutrientes. Assim, não fumantes ou ex-fumantes têm peles mais saudáveis.

Dentes mais bonitos: As manchas nos dentes de fumantes são causadas pelo alcatrão e, algumas semanas após a interrupção do contato com a substância, desaparecem totalmente. O hálito também melhora consideravelmente em poucos dias.

Vida mais longa: Pesquisas apontam que pessoas que abandonam o cigarro antes dos 30 anos ganham, em média, 10 anos a mais para viver do que teriam se não tivessem parado de fumar. Já quem abandona o vício aos 60 adiciona 3 anos a sua expectativa de vida.

FORÇA E PERSEVERANÇA!!! Lembre-se: “Aonde existe uma vontade, encontra-se um caminho”

Fontes:
Tratamento do tabagismo – INCA;
The Importance of Addiction Support Groups -m Treatment Solutions;
What Happens Whwn You Inhale Cigarette Smoke? – Vaping Daily
Como eliminar o que te consome – Psicoterapeuta Hanna Mars

Ana Sodré

Sentir-se bem em fazer o bem… Sou antes de tudo um ser humano que ama a vida e estou sempre em busca de um mundo melhor. Atuei nos últimos 30 anos como empresária e editora, destacando três grandes publicações, a Revista Médico Repórter e o Jornal Hipócrates, atingindo a classe médica. E, por 2 anos a Revista Aimè, voltada para o público gay masculino, com venda em banca no âmbito nacional, sendo também distribuída na Argentina e em Portugal. A repercussão foi muito positiva, do qual recebi um prêmio Mulher Excelência 2009 - CIESP. Ao receber o convite para ser parte do Instituto - “Eu Causo”, foi como um raio de sol iluminando o meu horizonte… Envolvida na saúde, ao longo destes anos me deparei com diversas situações, oras boas, outras nem tanto, porém algo sempre me chamou a atenção, a fragilidade do Ser Humano. Pude perceber de perto, o quanto estamos vulneráveis mediante uma doença, quer seja em causa própria, ou de alguém da família, um amigo... Com base nessa premissa, agarro este projeto com o mesmo propósito: contribuir, através da informação, para um melhor estar! Estarei comprometida a identificar os avanços da medicina em prol da saúde, em responder as demandas da população; e vendo como as pessoas se conectam mais, me engajarei para que cada um de vocês utilize este portal, na certeza que irão encontrar um espaço acolhedor e aglutinador, para que juntos, possamos alcançar um estado de felicidade. Eu escolhi cuidar! … Eu causo!… E você?

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Veja Também

Fechar