Pele

Acne requer cuidados diários importantes

Em determinados casos, as lesões da acne são mínimas, quase imperceptíveis, permanecendo assim por toda adolescência. Em outros, porém, as lesões tornam-se mais evidentes, perturbando a qualidade de vida e desencadeando ou agravando problemas emocionais.

Loading Likes...

 

A acne é uma das dermatoses mais frequentes e acomete entre 80% e 90% dos adolescentes, mas que pode surgir também na infância e na fase adulta. A palavra acne vem do grego e quer dizer “eflorescência”, “ponto de elevação”. As complicações da patologia podem variar desde cicatrizes, repercussões psicossociais (timidez, ansiedade, depressão), até desemprego.

A pele é considerada o maior órgão do corpo humano, correspondendo a aproximadamente 16% do organismo, recobrindo o corpo e protegendo-o da perda excessiva de água e do atrito, e dos raios ultravioleta do sol. A acne é uma doença das glândulas sebáceas da derme, que são responsáveis por produzir o sebo ou gordura, que lubrifica a superfície da pele.

De acordo com a Dra. Ediléia Bagatin, mestre e doutora em dermatologia, professora adjunta do Departamento de Dermatologia e membro dos Setores de Cosmiatria e Cirurgia Dermatológica da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), uma das causas relacionadas ao aparecimento da acne é genética, ou seja, há um fator hereditário. Outros fatores também contribuem para seu surgimento como: hormônios andrógenos, aumento da atividade das glândulas sebáceas, obstrução do canal pilossebáceo, proliferação de bactérias e inflamação.

As principais características clínicas da acne são comedões, pápulas, pústulas e, nas formas mais graves, abscessos, cistos e cicatrizes em graus variáveis. “Usualmente a acne é classificada como não-inflamatória ou comedoniana, caracterizada pelos cravos, e inflamatória, caracterizada pelas pápulas, pústulas e lesões nódulo-císticas; de acordo com a intensidade do quadro é considerada leve, moderada ou grave”, ressalta a dermatologista.

A médica conta que alguns mitos foram criados em torno da acne, porém esclarece que são infundados, pois não possuem comprovação científica, como por exemplo a influência da alimentação. “A acne não tem relação alguma com a alimentação, tampouco o chocolate. Outra inverdade é o fato de que lavar o rosto inúmeras vezes ao dia, com sabonetes anti-pele oleosa, pode ajudar no controle da doença. Isso pode, inclusive, provocar aumento da oleosidade da pele por causa do efeito rebote”, afirma a Dra. Ediléia, completando ainda que, apesar de ter algum efeito cicatrizante, o sol em excesso e sem proteção pode provocar aumento da produção de sebo, além de ser a principal causa de envelhecimento e câncer de pele.

Alguns procedimentos podem piorar o quadro acnéico. Estresse, fatores ocupacionais (contato com óleos, graxa), o uso de determinados medicamentos ou a aplicação de certas substâncias, como por exemplo cosméticos e filtros solares gordurosos,e pomadas, podem provocar a piora. O paciente deve ser orientado a procurar produtos na forma de gel ou loções oil free.

Diagnóstico e tratamento

Não há necessidade de realização de exames laboratoriais, ou seja, o exame clínico dermatológico é suficiente para diagnosticar a doença e classificar precisamente o grau de cada caso de acne.

A Dra. Ediléia explica que o tratamento irá variar dependendo do tipo, grau, localização e extensão das lesões e do sexo e idade do paciente. “Tratamentos com sabonetes para pele oleosa, esfoliantes, produtos de uso local (ácido retinóico, adapaleno, peróxido de benzoíla), antibióticos por via tópica ou oral (tetraciclinas e derivados), hormônios por via oral (estrógeno, ciproterona, espironolactona, para mulheres) controlam a doença e são suficientes em muitos casos”, salienta a especialista.

Ela orienta ainda que os produtos tópicos podem causar irritação e ressecamento da pele, o que pode ser controlado com o uso de hidratantes leves.

Formas graves ou mesmo moderadas de acne, resistentes aos tratamentos habituais e com tendência para deixar cicatrizes e/ou com repercussões psicológicas e sociais, exigem cuidado especial a fim de se adotarem procedimentos eficazes, o mais cedo possível.

Em determinados casos, a influência da acne no comportamento do indivíduo é marcante. É importante que o paciente procure tratamento nos estágios iniciais da doença e que se estabeleça uma boa relação médico-paciente para se obter controle efetivo. É fundamental que o médico oriente adequadamente o indivíduo. Algumas pessoas podem precisar de apoio psicológico para entender a situação proposta e melhor aderir ao tratamento prolongado.

 

Ana Sodré

Sentir-se bem em fazer o bem… Sou antes de tudo um ser humano que ama a vida e estou sempre em busca de um mundo melhor. Atuei nos últimos 30 anos como empresária e editora, destacando três grandes publicações, a Revista Médico Repórter e o Jornal Hipócrates, atingindo a classe médica. E, por 2 anos a Revista Aimè, voltada para o público gay masculino, com venda em banca no âmbito nacional, sendo também distribuída na Argentina e em Portugal. A repercussão foi muito positiva, do qual recebi um prêmio Mulher Excelência 2009 - CIESP. Ao receber o convite para ser parte do Instituto - “Eu Causo”, foi como um raio de sol iluminando o meu horizonte… Envolvida na saúde, ao longo destes anos me deparei com diversas situações, oras boas, outras nem tanto, porém algo sempre me chamou a atenção, a fragilidade do Ser Humano. Pude perceber de perto, o quanto estamos vulneráveis mediante uma doença, quer seja em causa própria, ou de alguém da família, um amigo... Com base nessa premissa, agarro este projeto com o mesmo propósito: contribuir, através da informação, para um melhor estar! Estarei comprometida a identificar os avanços da medicina em prol da saúde, em responder as demandas da população; e vendo como as pessoas se conectam mais, me engajarei para que cada um de vocês utilize este portal, na certeza que irão encontrar um espaço acolhedor e aglutinador, para que juntos, possamos alcançar um estado de felicidade. Eu escolhi cuidar! … Eu causo!… E você?

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Veja Também

Fechar